Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

ARTIGOS

A SEXUALIDADE HUMANA

Cada pessoa é única e especial para Deus. Fomos criados a sua imagem e semelhança. Por isso, temos um valor incalculável, inimaginável. Você já pensou o quanto é especial e precioso (a) aos olhos de Deus.

Ele nos fala através do profeta Isaías: “Você é precioso (a) para mim. Eu te aprecio e te amo, troco reinos por ti!” (Is 43,5).

Precioso é o teu corpo e preciosa é tua alma. Por isso eles precisam ser bem cuidados e valorizados. “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém.” (1 cor 6,12). Jovem o seu corpo é templo de Deus e não objeto de satisfação pessoal ou de outras pessoas. Por isso, você não deve usar e abusar da sexualidade para uma satisfação egoísta de prazer, pois existe um tempo certo para cada coisa em nossa vida (Ecle 3).

Muitas vezes o que você sente é a carência afetiva do seu pai ou de sua mãe. E como não tem consciência nem coragem de pedir esse carinho, se entrega de corpo e alma ao primeiro que te oferece uma migalha de carinho. É preciso se conhecer para saber realmente o que falta em sua vida: um namorado ou um pai? Uma namorada ou uma mãe?

Um relacionamento afetivo de namoro é muito saudável, mas é preciso maturidade para discernir o que você realmente busca nessa relação.

Por isso, tenha paciência e espere a hora certa para namorar. Enquanto isso não se desvalorize fazendo do seu corpo objeto de prazer e satisfação. Não esqueça que seu corpo é morada de Deus e por isso e sagrado (cf. 1 cor 6,12-15).

Você não deve usar a abusar da sua sexualidade como quiser. A relação sexual deve acontecer entre pessoas maduras e que se amem, para não se banalizada. Por isso que a igreja orienta que seja após o sacramento do matrimônio.

O catecismo da igreja católica nos orienta o seguinte da sexualidade: “A sexualidade afeta todos os aspectos da pessoa humana, na sua unidade de corpo e alma. Diz respeito particularmente á afetividade, á capacidade de amar e de procriar e, de uma maneira mais geral, á optidão a criar vínculos de comunhão com os outros” (CIC 2332). E ainda, “A castidade significa a integração correta da sexualidade na pessoa e com isso a unidade interior do homem ao mundo em seu ser corporal e espiritual. A sexualidade, na qual exprime a pertença do homem ao mundo  em corporal e biológico, torna-se pessoal e verdadeiramente humana quando é integrada na relação de pessoa a pessoa, na doação mútua integral e temporalmente ilimitada, do homem e da mulher.

Não tenha medo de esperar a pessoa certa e a hora certa. Tenha coragem de rezar, de pedir a Deus que ele mostre o melhor caminho para que você encontre o sentido da sua vida. O mundo nos exige o imediatismo, mas é preciso saber esperar o tempo de Deus em sua vida.

Irmã Liliane

 

 






Ler todas
» Retorno ao Evangelho
» Missionários e Missionárias
» DIA NACIONAL DA VIDA CONSAGRADA
» Papa aos Jovens na Vigília JMJ 2016
» Você tem uma vocação
» 53° Dia Mundial de Oração pelas Vocações
» DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES
» Homilia no Domingo de Ramos da Paixão do Senhor C 2016