Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

ARTIGOS

A profecia da Vida Religiosa retoma Concílio Vaticano II

Nesta terça-feira, em conferência que abriu o primeiro dia da programação, Pe. Paulo Suess afirmou que "o Congresso Nacional da Vida Consagrada realiza-se na alegria e na esperança de novas respostas a partir do projeto teológico-pastoral do papa Francisco." O evento reúne religiosas(os) de todo o Brasil com o objetivo de refletir sobre a identidade da Vida Religiosa Consagrada.

Pe. Paulo Suess, que é assessor teológico do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) refletiu sobre as cartas"Alegrai-vos" e "Perscrutai". Segundo o teólogo, a reflexão que norteia o Ano da Vida Consagrada é a seguinte questão: "Como viver o carisma de cada comunidade, segundo a vontade de Deus e as necessidades do mundo, na unidade do Espírito Santo e em comunhão com a Igreja?." A partir disso, Suess explicou que esta pergunta força a busca de vestígios da vontade de Deus na visão de "místicos militantes", que exigem coragem profética e esperança.

Em sua apresentação, Pe. Paulo Suess exemplificou suas colocações através de muitos documentos e citações. Paulo Suess mostrou que a profecia da Vida Religiosa retoma as reflexões do Vaticano II. Contudo, o mesmo Concílio questionou radicalmente a Vida Consagrada em sua coerência com a palavra de Deus e sua relevância para os que "estão cansados e sobrecarregados." Segundo ele, o Vaticano II representou uma"virada popular" onde a Igreja e a Vida Consagrada dirigiram seus olhares aos pobres.

No encerramento de sua apresentação, Suess recordou sete imperativos formulados pelo papa Francisco na Evanguelii Gaudium, aplicáveis à vida consagrada: 

"Não deixemos que roubem nosso entusiasmo missionário!" (EG 80).
"Não deixemos que nos roubem a alegria da evangelização!" (EG 83).
 "Não deixemos que nos roubem a esperança!" (EG 86). 
"Não deixemos que nos roubem a comunidade!" (EG 92). 
"Não deixemos que nos roubem o Evangelho!" (EG 97).
 "Não deixemos que nos roubem o ideal do amor fraterno!" (EG 101). 
"Não deixemos que nos roubem a força missionária!" (EG 109).

Dom Raymundo Damasceno, cardeal arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, presidiu a Celebração Eucarística de encerramento do dia.

Segundo Dom Damasceno, os religiosos são chamados a participar da ação evangelizadora da Igreja do Brasil. "Participar a partir da comunhão com os bispos, com os sacerdotes, leigos, cada um dando sua contribuição segundo seu carisma para a construção do Reino de Deus, para o fortalecimento da comunhão que reverte, claro, em benefício da missão."

Fonte: Site CRB Nacional





Ler todas
» Retorno ao Evangelho
» Missionários e Missionárias
» DIA NACIONAL DA VIDA CONSAGRADA
» Papa aos Jovens na Vigília JMJ 2016
» Você tem uma vocação
» 53° Dia Mundial de Oração pelas Vocações
» DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES
» Homilia no Domingo de Ramos da Paixão do Senhor C 2016